Notícias

Agreste Saneamento reforça importância da limpeza correta da caixa d’água

A caixa d’água é um item de extrema relevância para a rotina das residências e, por isso, o uso e a limpeza devem ser prioridade. A Agreste Saneamento, operação do Grupo Iguá, que atende dez cidades alagoanas com o tratamento da água, reforça a necessidade de cuidados que impactam diretamente no consumo responsável e na saúde de todos.

Sua limpeza é um procedimento que deve ser executado a cada seis meses, podendo ser feito por empresas especializadas ou pelos próprios moradores, desde que inclua medidas de segurança. Nos casos em que o reservatório for de grandes dimensões ou estiver localizado em pontos de difícil acesso, o ideal é contratar um profissional.

A manutenção regular evita o acúmulo de impurezas, resíduos ou insetos que naturalmente podem ser depositados no fundo ou nas paredes do equipamento. O cuidado contribui diretamente para a saúde, pois previne a proliferação de bactérias, vírus e possíveis transmissões por vetores. Além disso, a limpeza ajuda na checagem de itens como registros e tubulações, impedindo vazamentos.

O coordenador de gestão de clientes da Agreste Saneamento, Thiago Castro, destaca que a higienização é um procedimento de baixo custo, acessível e que traz diversos benefícios. Ela deve ser feita apenas com água sanitária, dispensando o uso de escovas, palha de aço, vassoura e afins. Também não devem ser aplicados produtos como detergentes, removedores ou substâncias químicas, evitando assim uma possível contaminação.

“A água tratada pela Agreste Saneamento e distribuída pela Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), chega às casas da população com a potabilidade adequada para o consumo humano, após um rigoroso processo de tratamento e mais de 20 mil análises mensais que atestam a qualidade. Contudo, ao sair da rede do município, percorrer as tubulações internas dos imóveis e ser depositada nas caixas d’água, esta propriedade pode ser comprometida, caso o reservatório não esteja devidamente limpo. As pessoas costumam se lembrar de seus reservatórios apenas quando acaba. Limpá-los a cada seis meses é uma medida necessária para a saúde da família”, ressalta.

PROTEÇÃO

As doenças que podem ser provocadas pela falta de limpeza das caixas d ‘água servem de alerta para quem não está acostumado com a sua higienização. Dentre as enfermidades estão a esquistossomose, hepatite A, diarreias, amebíase e febre tifoide, mas a lista não para por aí. Também é preciso assegurar que os reservatórios estejam muito bem tampados para impedir que ratos, baratas, pombos, morcegos e outros bichos entrem em contato podendo transmitir toxoplasmose e leptospirose. Especialmente no verão, é importante vedá-la adequadamente para que não sirva de criadouro para os mosquitos transmissores da Dengue, Zica, Chikungunya e Febre Amarela.
Caso a limpeza não seja feita de maneira adequada, pode provocar efeito contrário e contaminar a água, além de gerar um desperdício desnecessário. Para evitar esse problema, a Agreste Saneamento preparou algumas dicas de como fazer a higienização de forma efetiva e segura:

1 – Feche o registro de entrada de água no reservatório e, quando sobrar um palmo, interrompa a saída e use um pano úmido para limpar as paredes, a tampa e o fundo da caixa d’água;
2 – Desbloqueie a saída e deixe escorrer a água da lavagem e remova todos os resíduos que restarem;
3 – Bloqueie novamente a saída de água e abra o registro. Deixe encher até à altura de um palmo e, em seguida, feche a entrada e adicione água sanitária;
4 – Lave novamente as paredes, o fundo e deixe a água sanitária agir por duas horas. A cada 30 minutos verifique se as partes internas da caixa secaram; caso isso ocorra, repita o processo;
5 – Após duas horas, abra as torneiras da casa, descartando a água da lavagem, deixando que ela escorra e desinfete as tubulações também;
6 – Após finalizar, não esqueça de fechá-la muito bem para que não tenha contaminação por sujeira ou contato com animais e insetos.15

Fonte: Assessoria

(Visited 3 times, 3 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *