Notícias

Professor Bira Almeida morre vítima da Covid-19

Morreu, na manhã desse sábado (17), o professor aposentado Ubirajara Mello de Almeida, aos 70 anos. Ele estava internado no Hospital Veredas, em Maceió, por complicações em decorrência da Covid-19.

Bira Almeida, como era mais conhecido, estudou Letras na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), com habilitação em português/literatura, em 1979. Era professor da rede municipal de Maceió, além de poeta e compositor. Era um determinado pesquisador da Música Popular Brasileira (MPB). Em 2012, lançou o livro de poesia Quadrantes e o prefácio foi escrito por Marcos de Farias Costa.

O poeta e compositor Marcos de Farias Costa, falou sobre o amigo Bira Almeida:

Ubirajara apareceu na Praça Deodoro como hippie, vindo do Rio, com ideias novas e logo se entrosou aqui. Era de Arapiraca e gostava de música e artes em geral. Na época, Anos 70 de chumbo, reunimos na Praça Deodoro e a turma era variada: dr. Ruy Sales, Ângelo Rodrigues, Djalma Cahet, Marcelino Dantas, Isaac Osasco Bezerra, Gildo Marçal Brandão, Bola Sete, César Rodrigues, e as meninas: Jandira, Cármen, Inocha, Vlady e outras. Vivíamos nos bares e festas e eram muitas cabeças pra tão pouco mundo. Uma pequena revolução nos costumes. E nossa turma se conectou com outras, no desbunde e na militância política.

Ubirajara depois tornou-se pesquisador de MPB e frequentador assíduo de farras e rodas de choro e samba. Cheguei a namorar uma de suas irmãs, a sorte o livrou de ser meu cunhado. Era um homem honesto e afetuoso com os amigos. Adorava uma cervejeira e ouvir chorinhos, uma pessoa rara que a praga nos ceifou. Perda irreparável, como a dos companheiros Zailton Sarmento, Hilário e Robson Amadeus Amaral, homens cujas vidas estavam indissoluvelmente ligadas à música.

(Visited 209 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *