Notícias

Servidoras do HE do Agreste aliviam tensões do dia a dia com terapia auricular

Para aliviar as tensões emocionais e também os problemas físicos, nesse período da pandemia da Covid-19, as servidoras do Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca, estão recebendo sessões semanais de terapia auricular.O atendimento ocorre nas folgas dos plantões da farmacêutica Aphra Albuquerque, que possui pós-graduação em Auriculoterapia no estado de Minas Gerais, e vem dedicando toda sua experiência na área para ajudar as colegas de trabalho.  O trabalho voluntário e de humanização conta com o apoio da gerência geral do HE do Agreste, que é vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

 Técnica milenarAuriculoterapia é uma especialidade da acupuntura e parte essencial da Medicina Tradicional Chinesa. Considerada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma terapia de microssistema, é um método pouco invasivo, o que vem aumentando a sua aceitação por parte dos pacientes nos dias atuais.Aphra Albuquerque relata que especializou-se em terapia auricular no ano de 2009, quando ainda trabalhava no HGE, em Arapiraca. “As primeiras pacientes foram minha mãe, irmã e filha. Depois, passei a fazer as sessões em amigos e colegas de trabalho.

Faço isso gratuitamente, de forma voluntária, porque gosto de fazer o bem e ajudar as pessoas a melhorar a sua qualidade de vida “, destaca a farmacêutica.Semana da MulherNesta semana, como parte das ações em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, as servidoras do HE do Agreste recebem as sessões de terapia auricular, com aplicação de sementes de mostarda em pontos específicos da orelha das pacientes. “Diferente da acupuntura, que utiliza agulhas nas orelhas e em outros locais do corpo dos pacientes, essa técnica não é invasiva e obtém resultados satisfatórios”, explica a farmacêutica. 

As enfermeiras Tamara Vitória e Pollyana Patrícia conheceram a terapia auricular no ano passado, numa conversa informal com a farmacêutica Aphra Albuquerque. “Conheci a auriculoterapia alguns meses atrás. Eu estava no estado avançado  de angústia e estresse devido à pandemia da Covid-19. Solicitei essa terapia de forma voluntária. Hoje estou viciada no bom sentido, porque a partir do uso da auriculoterapia melhorou toda minha parte hormonal, o equilíbrio emocional e passei a enxergar as coisas de uma forma diferente. Além de  acreditar na terapia, eu me esforcei para que a mudança acontecesse. Então, oriento a técnica como alternativa para o tratamento do nosso corpo e de nossa mente.

A auriculoterapia me deu uma  qualidade de vida e hoje é essencial para o segmento da minha vida, porque através dessa dessa técnica   consigo dormir melhor, não ter mais tanta retenção de líquido e minha regulação hormonal se mantém equilibrada e hoje eu tenho uma melhor qualidade de vida”, acrescentou a enfermeira Pollyana Patrícia.

(Visited 36 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *